Site de Poesias

Menu

APENAS DORMINDO

APENAS DORMINDO

O tempo não parou e quase tudo mudou
A criança nasceu, foi pra vida e renasceu
A infância passou e como adulto pensou
O amor aconteceu e depois desapareceu

O dia amanheceu, logo o sol se ofereceu
A esperança surgiu, a felicidade emergiu
O céu escureceu, mas a lua já apareceu
A tristeza partiu e o negativo se destruiu

O mundo quer paz, mas a guerra é tenaz
O amor voltou mas na alma não penetrou
O egoísmo é voraz e na sanha se satisfaz
O homem se transformou e não acreditou

O poder é mordaz, deixa o homem audaz
O sonho lindo de ver todos se construindo
O existente sagaz torna este sonho capaz
Não me acorde... estou apenas dormindo

Marco Antônio Abreu Florentino

Poema que reflete preocupação com mais recente guerra fria causada pelas provocações da Coréia do Norte, liderada por um governante delirante e desequilibrado, em que seu principal opositor, o presidente dos Estados Unidos da América, é outro inconsequente. O poder nuclear desses dois países podem gerar uma guerra nuclear mundial sem precedentes e absolutamente destruidora para os seres humanos e a vida na Terra.

https://youtu.be/38wIuDAq2yg
(Estou Apenas Dormindo - The Beatles)

Compartilhar
Marco Antônio Abreu Florentino
03/09/2017