Site de Poesias

Menu

O TREM DA IDADE

 

Demétrio Sena, Magé - RJ.

 

 

Certos dias nos cansam de todos os dias,

fazem dar uma pausa, projeto a projeto,

repensar esperanças, questionar certezas

que nos levam à força de nossa vontade...

Chega o tempo em que as horas parecem tardias

e batemos no fundo, quem sabe no teto,

no limite abusivo de nossas tristezas

quando só a mentira parece verdade...

Há momentos eternos na dor das lembranças,

nos vagões de saudades que o peito conduz

para quando e pra onde ninguém vai dizer...

A idade não segue sem suas cobranças

nem os ombros conseguem não sentir a cruz,

apesar do mistério que nos dá prazer...

Compartilhar
Demétrio Sena, Magé - RJ.
28/08/2017

  • 0 comentários
  • 11 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados