Site de Poesias

Menu

Noite Morna

Noite morna prateada pelo luar 

Bem lá onde o sonho descansa o sono 

O brilho da lua fica opaco no inverno....

No alvorecer dos sonhos.....

Até  a flor sem nome sorri orvalhada escândalosamente...

Do chão úmido colhi avencas,margaridas e florezinhas simples...

A lua se esconde entre as nuvens que vagam 

As estrelas permanecem um tanto desbotadas ...

E o crepúsculo dorme amortecido no infinito

Uma sensação de fim de mundo...

Já no raiar do dia ...

Cercado pelo sol radiante

Vamos juntos admirar

A inocência do mundo!...

Mais um dia acontece na terra

Tão igual a todos os outros....

Célia Guímaro  

 

 

Compartilhar
Célia Guímaro
14/08/2017

  • 0 comentários
  • 26 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados