Site de Poesias

Menu

Se chama destino

Olha só o destino
Mas uma vez comigo
Não consigo descrever essa sensação
Sinto sua falta
Tenho vontade de te abraçar
E a saudade de sentir
Algo que não sei explicar
Mas sei que existe, eu sinto!
Me perdoe por ser difícil
Me perdoe por não sorrir
Me perdoe por não retribuir
Essa alegria tão pura
Que me envolve
E me tira de qualquer poço que eu esteja
E que por mais fundo que ele seja
Você me mostra
Que a vida ainda pode ser divertida
E nas coisas mais simples
Posso encontrar
O sentido real da vida
Não pude evitar essas rimas
As palavras se cruzaram
E suaram bem
Da mesma forma é o destino
Que uni vidas e cruzam histórias
E colocou você no meu caminho
Obrigado por fazer parte dos meus dias
De me fazer companhia mesmo distante
De me amar sem querer

Obrigado por se tornar inesquecível pra mim

Compartilhar
Guilherme Olechuka
06/06/2017

  • 0 comentários
  • 36 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados