Site de Poesias

Menu

Aquele Sorriso

 
 
 
O sorriso dela não se detém
Naqueles lábios delicados
Parece que ele aprendeu com o sol,
Que não se contenta em clarear
Apenas os mais lindos jardins
 
O seu sorriso começa pelos olhos
E se derrama em alegria
Pela sua face
Gritando em seu divino silêncio
Ele nos pega pela alma,
Que se encanta,
Enquanto espera a
Sua volta
 
Será que os olhos de quem sorri
Só sorriem
Quando são tocados por sorrisos
Nascidos no coração?
Será que eles não consentem
Com aqueles que apenas
Passeiam pelos lábios,
Trazidos pelo vento?
 
Não encontro respostas em minha alma
Mas encontro aquele sorriso.
 
Juarez Florintino Dias Filho

 
 

Compartilhar
Juarez Florintino Dias Filho
26/04/2016

  • 1 comentário
  • 394 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados