Site de Poesias

Menu

Dos Próprios Olhos

Saia detrás da própria sombra
Caminhe na direção que achar correta
Ninguém poderá negar a sua própria vontade
Siga em frente
 
Obstáculos tortuosos lhe esperam ansiosamente
Não tenha medo
Pois a solidão não é tão assustadora
Nem a noite tão escura quanto parecem
 
Se pudesse se ver através dos próprios olhos
Perceberia o que está perdendo
Parado, sem reação alguma
Diante de tudo que está passando a sua frente
 
Deixe que a chama queime seu corpo
E leve essa camada que lhe impede
Verá que o novo chega através da dor
Para que nunca caia na tentação de regredir novamente

Compartilhar
Vitório Albuquerque
06/11/2014

  • 0 comentários
  • 367 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados