Site de Poesias

Menu

Aquele sorriso

Este sorriso sincero, humilde e suave
Este sorriso modesto, amável e nobre
Este sorriso que tens como chave
A abrir o meu pobre coração de cobre...

Um lindo semblante, um olhar marcante
Um lindo sorriso e o mesmo olhar sereno
Uma presença com seu olhar penetrante
Que me fez ficar neste mundo terreno

Ainda levará eras para cortejá-la
Tempos estes que terei paciente
Mas de tudo farei para amá-la
Nesta orbe que vivo presente

Enfim apenas vos digo veementemente
Que de tão longe busco sua presença
Espaços e tempos vasculhados minuciosamente
Mas de todos os lugares precisamente

Vive na minha alma, sua onipresença.

Compartilhar
Augusto Grovermann
31/10/2014