Site de Poesias

Menu

ELEIÇÃO

[Ilustração não carregada]


ELEIÇÃO
 
               I                                                        VI
Em ano de eleição                       Quem não “gosta” de política
É sempre um Deus nos acuda       Vive fazendo crítica
Candidato que ri à toa                 Mas não faz o que “deveria”
Eleitor que pede ajuda                 Escolher com correção
              II                                Fiscalizar depois da eleição
O candidato “promete”                Exercendo a cidadania
O eleitor “acredita”
É um enganando o outro                                   VII
Numa barganha maldita              Por isso é muito importante
             III                               Antes de votar pensar bastante
Nessa troca de “favores”             Para não errar de novo
Enganados e enganadores          Quando se diz que ninguém presta
Caminham em passos lentos      É mentira, há gente honesta
O eleitor escolhe errado              Que quer trabalhar para o povo
O candidato é mal preparado
Começam os sofrimentos
             IV                                                         VIII
Nos quatro anos seguintes           É preciso acreditar
Todos os contribuintes                 Ser ativo participar
Sentirão o desconforto                 Deixar de viver de esperança
O “eleito” não trabalha                Cruzar os braços não resolve
Faz de conta e atrapalha              Porque se a gente não se “envolve”
E o povo paga para um “morto”    Fica difícil a “mudança”
             V
Por mais que se faça campanha
Para acabar com essa manha
O eleitor não aprende
Ele culpa a situação
Precisa de arroz e feijão
Não resiste e se “rende”
 
 
Autor: Pedro Martins
Data: 08/09/2008 

Compartilhar

A eleição está chegando. Este poema foi escrito já faz algum tempo(2008) e espero que eu esteja enganado com tudo que escrevi na época. Quero a sua "OPINIÃO"... Pitangueiras, me preparando para o "futuro" dessa nação-(que nunca chega, aff...)

Pedrinho Poeta - Pitangueiras-SP-
22/07/2014