Site de Poesias

Menu

***A Morte***

É difícil se separar de quem amamos.

Não nascemos com o dom da separação.E aprendemos desde cedo a chamar de meu.

Meu pai, meu irmão, meu esposo, noivo, namorado.

Minha mãe, irmã, vó, filha, namorada, esposa. 

E quando chega o momento deles partirem,

Sentimos como se parte nossa,

Um pedacinho do nosso coração fosse arrancado brutalmente...

Ele sangra, dói, aperta.

Não sei se teremos tempo hábil nessa vida tão passageira

De aprender a desapegar daqueles que aprendemos amar nesta vida...

A única coisa boa é que a ferida  feita em nosso coração

Por mais  que demore pode se curar, fechar, sarar...

E a única coisa que fica são as cicatrizes, as marcas...

Porque nunca mais esqueceremos, mas sim teremos na memória

Doces lembranças daqueles que participaram de nossa vida

E fizeram parte da nossa história...

 

"Escrevo esse texto em lágrimas lembrando do meu pai que se foi em 2013 no dia das crianças data que estará marcada pra sempre"

E tudo isso me veio a tona por conta do falecimento do pai de uma amiga e vizinha Janaina e família meus sentimentos!

Compartilhar
***Claudia Ferreira de Souza *** antigo Claudia liz
29/03/2014