Site de Poesias


Em Destaque - Agosto de 2007

  • Reuniversos

    Segunda, 13 de Agosto de 2007

    Qual destas instâncias, qual destas infinitas poesias, qual das vaidades cabe melhor ao ego dum escritor que põe gotas de tintas misturadas com sentimentos num papel?
    Qual dos universos que a física quântica ainda não descobriu, estão entre os seus versos? A qual destas explosões pertence a sua erupção? Quantos destes sentimentos são de seu coração? Qual das verdades é a menos falaciosa, e qual das filosofias é a mais presunçosa?
    Há poesias dentro de poesias, assim como há poetas dentro de poetas, colidindo no vácuo do não existir ao substancial conhecido, mas que cria um Big Bang e tua evolução cronológica nos leva para a perfeição da poesia "Reuniversos" do saudoso Engenheiro Italiano.

    E se incontáveis poetas de mim se originam a cada instante, suas prováveis instâncias imaginam seus versos mutantes em minhas mentes cada vez mais distantes (de várias distâncias!), embora congruentes. Por aqui afora a rima se multiplica sem fim...
    Destacada por Rodrigo Ferreira Santos