Site de Poesias

Menu

Em Destaque - Maio de 2007

  • QUERO SER...

    Sábado, 19 de Maio de 2007

    Eu queria ser o que este poeta é: um presente, um dom! De forma cristalina e pura, José Rosendo vai tecendo as palavras para nos ofertar um passeio pela trilha do bem e do amor. "Quero Ser..." fala do querer de todos nós: fala de um amor total, de um querer bem, e de fazer-se tudo...

    Quero ser um vulcão em atividades,
    Transbordando de prazer para te dar
    Qual um rio que preenche cavidades
    Nos meandros do percurso a ondear!
    Destacada por Rita Reikki
  • QUERO VÊ-LO MAIS SENHOR

    Quarta, 16 de Maio de 2007

    Gostaria de convidar a todos para ler "Quero vê-lo mais, Senhor", uma poesia de WILLIAM VICENTE BORGES onde o poeta quer uma proximidade com o Criador, transformando a poesia numa linda oração.

    "Quero vê-lo mais Senhor.
    Mas principalmente quero vê-lo
    mais em mim mesmo.
    Quero vê-lo em meu falar...."
    Destacada por ***Claudia Ferreira de Souza *** antigo Claudia liz
  • EU SÓ SEI TE AMAR...

    Sexta, 11 de Maio de 2007

    Passeava pelo site lendo alguns autores e suas respectivas poesias; deparei-me com: "Eu só sei te amar", de Teresa Cordioli. Fui impactado sobremaneira pela veracidade contida, pois, de imediato percebi, que não há como lutar contra um sentimento tão forte. Por quê? porque quando se ama, tudo que os sentidos percebem, é a pessoa fruto desse nosso amor. E aí, so sabemos amar, amar e amar incircunstancialmente. É barbara a poesia. Leiam!

    A solidão dói em meu peito
    Não tem outro jeito:
    Eu só sei te amar...
    Destacada por Jeovan A. dos Santos
  • Um poema só meu...

    Quinta, 10 de Maio de 2007

    Leio as poesias da Charlyane desde quando comecei a escrever aqui no site. Seu estilo muito me agrada e esta poesia é mais uma assim: gostosa de ler, leve para ser sentida e apreciada, verso a verso.
    Espero que gostem.
    Deixo meu carinho a todos que por aqui passarem.
    Fiquem com Deus.

    Um sorriso forçado
    Um resquício de dor
    Um poema ausentado
    Um silêncio de amor.
    Destacada por André Silva
  • A grande avó Humanidade

    Terça, 08 de Maio de 2007

    Mais que mãe, na visão de Felix Ventura a humanidade incorpora a figura da avó. A velhinha que "embala os gênios e eleva o pensar" veio nos falar um pouco de sua experiência através desse texto primoroso. Escute com respeito mais um desdobramento de sua amorosa insistência.

    Se grande é o coração de mãe,
    o da avó está prestes a estourar.
    Um enfarte! Uma ambulância!
    Destacada por Ederson Peka
  • Enganos ...

    Terça, 01 de Maio de 2007

    Enganos e desenganos: quem já não os viveu, os sentiu? "Enganos" da poetisa Mena Moreira é uma realidade de todos os enfrentamentos que temos na vida; do que nos aperta, nos faz gemer e sangrar de dor, mas que nos dá elementos para continuarmos vivos. Uma excelente inspiração, e um doce verserjar. Leiam! Talvez doa um pouco, mas será como remédio amargo: é ruim, mas cura.

    E dói
    E aperta
    E sangra...
    O que foi
    Destacada por Jeovan A. dos Santos