Site de Poesias


Em Destaque - Novembro de 2006

  • Uma e a Outra

    Quinta, 30 de Novembro de 2006

    ...de há muito não leio algo com a simplicidade da lavra de Fabiana Agueda, mas trazendo tanta lucidez! ...entendo que "uma e outra" é um exercício riquíssimo - e belo, pois que poético! - de lucidez! ...Fabiana Agueda está de parabéns! ...a leitura desta peça incrementa sabedoria!

    ...uma e outra ...qualquer trecho!
    Destacada por CLAUDIO BAHIA
  • Coração partido

    Quarta, 29 de Novembro de 2006

    Que palavras escolher quando qualquer palavra é demais? Que consolo oferecer quando sofrer é tudo o que resta? Como acelerar o tempo, único bálsamo capaz de cicatrizar a chaga? Que conselho dar quando já não há nada a fazer?

    O poema de Edson Satler lança luz sobre as insupríveis necessidades de um coração partido. Deixe a realidade te tocar, sem conselho, sem consolo, sem segredo. Leia.

    O que falar quando se está só?
    Quando palavra alguma adianta?
    Como cortar aquele maldito nó
    Chamado nó na garganta?
    E o que fazer
    Quando nem morrer
    Adianta?
    Destacada por Ederson Peka
  • COM OU SEM VOCÊ

    Terça, 28 de Novembro de 2006

    ANJO TRISTE - Este é o poeta.
    Com ou Sem Você - Esta é a poesia.
    Traduzidos nas palavras de um anjo chamado Daniel, sentimentos fortes vividos por ele em um tempo de sua vida que (imagino) já passou...

    Meus amigos, leiam e comentem a poesia deste poeta que escreve com o coração, com a alma, toda sua emoção...

    "Não sou mais aquele de alguns anos atrás
    Hoje tudo que quis, já não quero mais
    Me perco em mim mesmo, não sei o que fazer
    Não consigo viver com ou sem você...
    Meu caminho é outro, diferente do teu"
    Destacada por Vania Staggemeier
  • ADOLESCÊNCIA

    Domingo, 19 de Novembro de 2006

    Este poema fala da adolescência, do que passamos, do que vivemos, da impetuosidade, fala de postura verdadeira, com menos preconceitos. A poesia de luiz angelo vilela tannus fala por ela mesma, vejam!!!

    No coração habitam sonhos e promessas
    De um futuro incerto, ainda em gestação;
    Razão da juventude sentir tanta pressa,
    São as idéias, em constante ebulição.
    Destacada por Rita Reikki
  • Sonho

    Sábado, 11 de Novembro de 2006

    Olá, poetas e poetisas! Gostaria de sugerir a leitura das poesias escritas por Débora Oliveira, uma poetisa de 13 anos que já escreve com os sentimentos da alma e do coração.

    "Sem certeza do que,
    você quer, e faz tudo sem pensar,
    e depois você lembra de todo aquele,
    seu medo de amar."
    Destacada por ***Claudia Ferreira de Souza *** antigo Claudia liz
  • Um andarilho no deserto das cores... (Sonetos)

    Quarta, 01 de Novembro de 2006

    Rodrigo Ferreira Santos, qual dos seus sonetos? Eu não sei!... Fazem parte da mesma história, descobrindo o homem que sempre teve tudo e não valorizou... Percebemos nós o quanto desprezamos, por onde passamos, sem nos determos na mais atraente poesia da vida: o amor e o carinho com as "coisas" simples!

    Assim o homem se vê destituído dos títulos, rótulos e embalagens; mergulhando em si mesmo, percebe que sua busca quantas vezes foi infundada... E antes da "morte" chegar, inicia um processo de repensar os valores...

    Estive, à procura da felicidade
    Pisando de cor em cor, sem perceber
    Que tudo, está em um só lugar.
    Destacada por Rita Reikki