Site de Poesias


Em Destaque - Julho de 2005

  • Vontade

    Quinta, 21 de Julho de 2005

    Um poema anula todas as distâncias entre o que se quer e o que se tem, misturando vontade e verdade, idealização e realização. Fábio Paradela escreve como quer... Leia, fique à vontade!

    Ah, como eu queria...
    Que teu olhar se cruzasse com o meu,
    Trazendo a glória do dia!
    E meu sonho que outrora morreu
    Renascesse do lado do teu:
    De sentir verdadeira alegria!
    Destacada por Ederson Peka